BLOG DO MERSON

MÉDICO - CRM 15019-PR 9458-SC 90471-SP - email: mersonreis@gmail.com

Questão de currículo.

Published by Emerson Reis under on 17:48
General Figueiredo
Tinha um currículo fraquinho quando se candidatou a presidente, mas naquela época tinham de engolir, não votar...

      Tenho uma proposta interessante para as eleições:   
        1) Só pode se candidatar quem for aprovado num cursinho rápido de conhecimentos gerais de política.. Tipo: " A Constituição Brasileira atual foi promulgada no ano de ........" Isso eliminaria os analfabetos funcionais e políticos.
            2) O primeiro cargo que a pessoa podia se candidatar era de vereador, poderia se candidatar quantas vezes quisesse para vereador, até ser eleito.
              3) Uma vez sendo eleito vereador, poderia tentar ser prefeito, quantas vezes quisesse tentar, mas se quisesse se reeleger vereador teria de entrar numa cota de 20%, por exemplo, de 9 vereadores, só 2 poderiam ser reeleitos, os 2 mais votados entre os que tentassem se reeleger, os outros 7 seriam obrigatoriamente novos vereadores.
                4) Uma vez se elegendo prefeito, não poderia ser reeleito, apenas passando um mandato, como era antes, mas jamais poderá se candidatar a vereador, e assim poderia ser, na ordem: deputado estadual, deputado federal, senador, governador e presidente.Sempre obedencendo às cotas de reeleição, e cargo executivo sem reeleição subsequente, exceto o de presidente, que "NUNCA" poderia ser reeleito nem eleito a mais nada, mas que ganharia uma pensão vitalícia e uma representação política eterna do povo brasileiro.
              Acho que, assim, diminuiria a politicagem e os políticos tentariam se qualificar para vôos maiores.



O que acham da proposta?
Fernando Henrique Cardoso
Esse tinha um currículo mais completo, mas nem tanto.

Vida de plantão.

Published by Emerson Reis under on 09:27
Dia 05/07/2015 completarei 20 anos de formado. E estou numa situação que não imaginava há 20 anos, continuando a trabalhar em plantão.
Deve ser prejudicial ao meu diabetes, à minha hipertensão, mas fui me acostumando.
A verdade é que, mesmo com todas as críticas sou um defensor do SUS, mas sinto que às vezes as pessoas abusam. Comparecem ao plantão de urgência para reclamar de coisas que deviam ir ao posto de saúde.
Como médico atendo todo mundo, mas é evidente que, quando se descaracteriza a emergência, o contexto é todo alterado, e a ausência de um prontuário detalhado complica bastante a continuidade da consulta não-urgente. Tenho medo de causar iatrogênese (resumindo, piorar as coisas).
No entanto, essa vida de plantão, por mais estressante que possa parecer, facilita o convívio com meus filhos mais novos, atualmente com 10 e 3 anos, e de interagir mais com os mais velhos, com 20 e 18 anos.
Ser médico não é fácil, mas quem disse que ser pai é fácil? Amo ambas as coisas e não saberia ser diferente, após 44 anos e meio de vida e 20 de profissão.



Criançada mais linda de viver: Caio, Bianca, Maria Luísa e Paulo Henrique (no colo)

 

Arquivados

Top Comentaristas

Widget UsuárioCompulsivo

E eu nem sou assim vegetariano...

0 galinhas
0 perus
0 patos
0 porcos
0 bois e vacas
0 ovelhas
0 coelhos
0

Número de animais mortos no mundo pela indústria da carne, leite e ovos, desde que você abriu esta página. Esse contador não inclui animais marinhos, porque esses números são imensuráveis.

()